Início / E-commerce

Como vender na Shopee: aproveite o melhor desse marketplace!

Três mulheres, uma amarela, de camisa e calça bege; uma preta, vestindo camisa branca, blazer vermelho e calça jeans escura; uma branca, vestindo blusa bege e calça branca, caminham em à frente, em um corredor. Elas olham para a frente (na perspectiva de quem olha a imagem), e sorriem. A imagem representa um grupo de empreendedores que estudam como vender na shopee

Conhecida como um dos principais serviços de marketplace do Brasil, a Shopee tem crescido cada vez mais em popularidade por aqui, tornando-se uma opção cada vez mais importante para quem deseja montar uma loja virtual e faturar pela internet. E hoje, vamos falar sobre como vender na Shopee.

Criada em Singapura, a empresa chegou ao Brasil em 2019 e se expande cada vez mais, permitindo que diferentes pessoas possam comprar e vender por meio de sua plataforma. Segundo uma pesquisa da Nuvemshop, a Shopee é usada por 65% das lojas que vendem em marketplaces, acima de competidoras como MercadoLivre, Amazon e Magazine Luiza. 

Se você vende pela internet, abrir uma loja virtual na Shopee pode ser uma ideia para alavancar suas vendas. Neste artigo, vamos explicar melhor como essa plataforma funciona, suas vantagens e o que você pode vender nela e também como criar sua loja. Vamos lá? 

Seções: 

  • O que é a Shopee?
  • O que se pode vender na Shopee? 
  • Como a Shopee se tornou uma marca forte no e-commerce? 
  • Quais são as vantagens de vender na Shopee? 
  • Como vender na Shopee? 
  • Como funciona a comissão na Shopee? 
  • Quais as principais dicas para vender na Shopee? 

O que é a Shopee? 

Fundada em 2015 pelo empreendedor Forrest Li, a Shopee é uma plataforma de marketplace. Isso significa que ela faz a intermediação entre clientes e pessoas ou empresas que estão vendendo produtos, cobrando uma pequena comissão em troca da exposição e de serviços que apoiam a venda, como se fosse um shopping center digital. 

Aqui no Brasil, a Shopee está presente desde 2019, se tornando rapidamente um dos principais canais de venda mais populares do Brasil – há tempos, a empresa está no ranking de apps de e-commerce mais baixados do País, além de contar com dezenas de milhões de usuários. 

Um dos motivos que ajudou a Shopee a crescer no Brasil foi a pandemia, quando muitas pessoas passaram a comprar pela internet, uma vez que não era possível sair de casa por conta do período de isolamento social. 

O que se pode vender na Shopee?

Assim como outros serviços de marketplace, como Amazon, Mercado Livre e Magazine Luiza, há uma infinidade de itens que podem ser vendidos na Shopee – a loja trabalha com inúmeras categorias, incluindo: 

  • Eletrodomésticos
  • Celular e outros aparelhos eletrônicos
  • Eletroeletrônicos
  • Roupas
  • Itens de casa e decoração
  • Itens de beleza, saúde e bem-estar
  • Pets
  • Computadores e acessórios
  • Jogos e consoles
  • Artigos esportivos
  • Bebidas

Isso significa que, independentemente do segmento em que você atua, há um espaço na Shopee para você. 

Como a Shopee se tornou uma marca forte no e-commerce? 

Há vários motivos para explicar porque a Shopee se tornou uma marca forte no e-commerce desde que chegou ao Brasil, em 2019. Vamos a alguns deles: 

  • Expansão do comércio eletrônico na pandemia; 
  • Investimento no Brasil, com equipe de mais de mil pessoas no país; 
  • Forte apelo de cupons e promoções agressivas; 
  • Uso de celebridades como Xuxa e Barões da Pisadinha em campanhas publicitárias; 
  • Comissões e condições de venda atrativas; 
  • Vendas por meio do aplicativo, atraindo público que usa mais smartphone; 
  • Política de frete grátis e logística de importação de produtos da Ásia, entre outros.  

Quais são as vantagens de vender na Shopee? 

Existem diversas vantagens em usar a Shopee para quem está pensando em começar a vender pela plataforma. Entre elas, podemos citar: 

  • Política de repasse: Shopee repassa dinheiro das vendas em até 10 dias;
  • Cupons de desconto: uso de promoções de maneira agressiva atrai clientes;
  • Política de isenção na comissão em produtos cancelados; 
  • Ferramenta de anúncios interna, a Shopee Ads, permitindo maior alcance; 
  • Alta popularidade do app aumenta a visibilidade das lojas
  • Alto investimento da plataforma em publicidade, seja na TV, influencers ou Google. 

Como vender na Shopee? 

Agora que você já entendeu bem o que é a Shopee, que itens pode vender e quais as vantagens e desvantagens de se vender na plataforma, podemos passar para um ponto importante: como começar a vender no marketplace. 

Cadastro

Para começar, é preciso fazer um cadastro – e assim como acontece no Mercado Livre, na Shopee é possível vender como Pessoa Física ou Pessoa Jurídica. A escolha vai influenciar nos dados necessários para começar a vender na plataforma. 

  • Pessoa Jurídica: Razão social, e-mail e CNPJ.
  • Pessoa Física: Nome completo, e-mail e CPF. 

Se você está começando a vender na internet, vale a pena começar com CPF. No entanto, talvez seja necessário migrar para Pessoa Jurídica rapidamente – quem vende acima de R$ 81 mil em 12 meses deve mudar para essa modalidade, segundo as regras da plataforma. 

Criar loja

Após fazer seu cadastro, você poderá usar seu login e senha para acessar a Central do Vendedor. Nessa área, você poderá editar o perfil da sua loja, preenchendo as principais informações do seu negócio, como: 

  • Nome da Loja; 
  • Imagens e vídeos, com base na sua identidade visual; 
  • Descrição da sua Empresa; 
  • Segmento de atuação, entre outros. 

Com a descrição da sua loja pronta, é hora de passar para aqueles itens que vão te ajudar a faturar: os produtos, claro. 

Produtos

Para vender um produto, é preciso criar um anúncio, dentro da Central do Vendedor. Para cada novo produto, será necessário adicioná-lo individualmente, fazendo todo o processo de catalogação. 

Como funciona a comissão na Shopee?

Começar a vender na Shopee é gratuito – basta apenas fazer o cadastro e inserir seus produtos. No entanto, o site cobra uma comissão para cada venda que você realizar por meio da plataforma, que gira em torno de 14%. 

Além disso, é possível que essa comissão aumente, considerando a adesão da sua loja a programas como o de Frete Grátis – como já dito, nesse caso, outros 6% adicionais são cobrados da sua comissão. 

Quais as principais dicas para vender na Shopee? 

Além das dicas e orientações acima, vale a pena também guardar alguns conselhos importantes se você pretende se destacar em um grande marketplace como a Shopee. Se você vende em outros marketplaces, como Mercado Livre, Amazon e Magalu, vale a pena também prestar atenção nessas dicas: 

  • Trabalhe com kits promocionais de produtos; 
  • Aproveite a ideia de ofertas com tempo ilimitado;
  • Fique atento ao chat e faça um bom atendimento ao cliente; 
  • Busque destacar seus produtos mais vendidos; 
  • Considere oferecer cupons de desconto, sem comprometer suas margens de lucro; 
  • Faça anúncios ricos em informações sobre seus produtos. 

Seguindo essas dicas de forma consistente, é provável que você tenha bons resultados nas suas vendas. E quando chegar a hora de fazer seus envios, a Loggi é sua melhor opção para levar seus produtos para todo o Brasil.

Loggi
A equipe de redação do blog Loggi é um time dinâmico que explora os meandros da logística, e-commerce e gestão. Com habilidades diversas, cada escritor contribui para contar histórias envolventes sobre transporte, inovação e estratégias empresariais. Juntos, compartilhamos a visão da Loggi de transformar a experiência logística no Brasil.
Compartilhar: