Início / Empreendedorismo

Qual é o momento ideal para abrir um MEI?

Entenda a hora certa para abrir o seu registro como microempreendedor individual (MEI).
Qual é o momento ideal para abrir um MEI?

Pode ser comum para muita gente começar a empreender e, com o passar do tempo, se esquecer de legalizar a sua atividade comercial. E abrir um MEI, ou seja, criar um registro como microempreendedor individual, é uma das formas de manter o negócio regularizado.

Ao fazer isso, a pessoa empreendedora não apenas formaliza sua fonte de renda, mas também ganha acesso a uma série de recursos e benefícios que quem trabalha na informalidade não tem direito.

Saiba mais sobre o que é o registro MEI, as vantagens em obter a formalização e qual o melhor momento para dar esse novo passo com o seu negócio.

O que é MEI?

Legenda da foto: O que é MEI? Créditos: Adobe Stock

O MEI, sigla para microempreendedor individual, é um modelo de empresa utilizado principalmente por quem tem um negócio próprio ou presta serviços de maneira individual ou com, no máximo, uma pessoa contratada.

Quando alguém se torna MEI, significa que ela obtém um número no CNPJ (Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas). Isso quer dizer que, a partir desse momento, a atividade comercial ou profissional passa a ter o registro de uma empresa.

Qualquer pessoa com mais de 18 anos e que atua com atividades autorizadas para serem enquadradas como MEI pode solicitar o registro. Mas atenção: existe uma lista de ocupações permitidas que deve ser consultada antes da tentativa de abertura.

Se o que você faz está na lista, é possível registrar sua atividade na modalidade MEI desde que você tenha nos planos que o faturamento anual não poderá ultrapassar R$ 81 mil no ano. Lembrando que para o primeiro ano de empresa, ou seja, o ano em que o MEI foi registrado, esse valor varia conforme o mês de abertura, por exemplo: um MEI registrado em junho de 2022 só poderá faturar neste ano o valor de R$ 47.250 mil. Nos anos seguintes, o faturamento anual será de R$ 81 mil. E caso você acabe ultrapassando o valor, será necessário alterar o regime da empresa para outro que permita faturar mais, como é o caso dos negócios registrados como empresa individual.

Vale lembrar que, para obter o registro como MEI, você não pode ter outra empresa ou atuar em sociedade com alguém em um negócio. O MEI é para quem trabalha de forma individual ou tem, no máximo, uma pessoa como funcionária, que deve ser contratada dentro do regime CLT.

Vale ressaltar que quem é funcionário público não pode abrir MEI. No caso de pessoas que trabalham em empresas privadas, é possível ser MEI, mesmo se houver registro em carteira. Só que, nesse caso, o seguro-desemprego não será pago se houver demissão.

Quais são as vantagens de abrir um MEI?

Chance de fazer negócios com outras empresas
Chance de fazer negócios com outras empresas
O CNPJ é requisito obrigatório para vender ou prestar serviços para empresas públicas e privadas. Por isso, ao abrir um MEI é possível expandir as atividades e fechar contratos com clientes que podem fazer a diferença no faturamento e crescimento do seu negócio.
Emissão de nota fiscal
Emissão de nota fiscal
A nota fiscal é um documento que comprova que uma determinada transação foi realizada, ou seja, é a prova de que você vendeu um produto ou realizou um serviço. Na nota constam informações como data, valor, tipo de produto ou serviço e as partes envolvidas. Esses registros são exigidos por lei e são importantes para a organização do seu negócio, pois as informações que constam nas notas podem ser consultadas posteriormente para você avaliar a quantidade de vendas ou serviços realizados pela sua empresa.
Acesso a benefícios previdenciários
Acesso a benefícios previdenciários
Quem formaliza o próprio negócio ao abrir um MEI passa a ter cobertura previdenciária do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) tanto para si quanto para dependentes, uma vez que pague em dia a guia de de impostos mensais, conhecida como “DAS”. Alguns dos benefícios inclusos são: - Aposentadoria por idade ou por invalidez; - Auxílio doença; - Salário-maternidade; - Pensão por morte e auxílio-reclusão para dependentes.
É possível contratar uma pessoa
Contratação de uma pessoa
Caso você já tenha alguém que trabalhe para você ou o negócio esteja tão intenso que você precise da ajuda de uma pessoa para a atividade comercial, como MEI você pode contratar até 1 funcionário, com registro em carteira e pagamento de benefícios. Dessa maneira você formaliza o vínculo empregatício com alguém que trabalha para o seu negócio, o que evita problemas com fiscalizações e ainda traz benefícios sociais para quem for contratado. Vale lembrar que o mínimo a ser pago para essa pessoa é o piso salarial exigido pela categoria ou o valor de 1 salário mínimo vigente.

Qual é o melhor momento para abrir um MEI?

Legenda da foto: Qual é o melhor momento para abrir um MEI? Créditos: Adobe Stock

O processo de abertura de MEI é totalmente virtual e gratuito, sendo que só é necessário pagar os impostos após o registro já existir. Por isso, qualquer hora é boa para formalizar a sua empresa, ainda mais se a atividade comercial está dando certo.

Para começar a formalização do seu negócio, siga o passo a passo abaixo:

  1. Separe RG, título eleitoral, declaração de Imposto de Renda, informações de contato e o endereço que será registrado como o da empresa;
  2. Faça o cadastro ou, se já possuir um, acesse a plataforma gov.br;
  3. Siga as instruções que aparecerão na página direcionando você para o Portal do Empreendedor. Preencha as informações solicitadas em cada etapa, como dados pessoais, nome fantasia da empresa e endereço;
  4. Confira os conteúdos que o sistema mostrar e, se tudo estiver correto, prossiga até concluir o registro MEI;
  5. Quando o registro for concluído, você poderá baixar o  Certificado da Condição de Microempreendedor Individual (CCMEI), documento que contém todos os dados referentes da sua empresa recém formada. Não é preciso imprimir, assinar ou enviar papéis nem cópias, pois tudo é realizado de maneira digital. 

Depois, é necessário pagar todo mês as contribuições, que variam entre R$67 e R$72, de acordo com o modelo de atuação:

  • Comércio ou indústria: R$66 do INSS + Rul do ICMS. Total: R$67
  • Serviços: R$ 66 do INSS + R$5 de ISS. Total: R$71
  • Comércio e serviços: R$66 do INSS + R$ 1 do ICMS + R$5 de ISS. Total: R$72

Após abrir um MEI, é hora de fazer a sua empresa alcançar cada vez mais pessoas. Para isso, é importante contar com a parceria de quem sabe como as suas entregas são importantes. Vem com a Loggi.

Loggi
A equipe de redação do blog Loggi é um time dinâmico que explora os meandros da logística, e-commerce e gestão. Com habilidades diversas, cada escritor contribui para contar histórias envolventes sobre transporte, inovação e estratégias empresariais. Juntos, compartilhamos a visão da Loggi de transformar a experiência logística no Brasil.
Compartilhar: